segunda-feira, 16 de julho de 2012

Memórias de Cleópatra, vol.1 A Filha de Ísis de Margaret George


Olá!


Vamos ver se volto com as postagens normais. Hoje vou falar de um livro lido!
Como eu cheguei a dizer, vi no blog Fantástico Mundo da Leitura (aqui) as resenha dos três volumes desse livro e adorei, tanto que fui correndo atrás do primeiro volume, estou aguardando a chegada do segundo e pretendo adquirir logo logo o terceiro...


O livro trás as memórias de Cleópatra contadas desde de sua infância, nesse primeiro volume vemos principalmente sua infância em Alexandria, cercada da corte decadente de seu pai Ptolomeu Auletis, órfã de mãe, uma menina que preza o pai e o Egito.
Cleópatra é inocente e esperta, não se deixa levar pelos encantos do trono como suas irmãs mais velhas, ao contrário, preocupa-se desde cedo pela postura de seu pai, pela ameaçadora Roma batendo em seu quintal, e sobre ser uma boa pessoa, além de ter alguns amigos, prezar pelo que deseja.
Além de sua infância, vemos seus primeiros anos no trono, a guerra civil com seus irmãos e a presença encantadora de César, e Roma, e como essa paixão toma conta da vida de ambos, até enfim à morte de César.



A história é narrada por Cleópatra em pergaminhos dirigidos à Ísis, sua deusa protetora. Desmistificando a lenda, a autora consegue passar através das linhas uma história de uma mulher, que antes de rainha do Egito, é uma mulher como qualquer outra que teme, que ama, que tem planos e ganas. Enfim, uma mulher que não é a devoradora de homens que a História passa.

Muito pelo contrário, vi uma Cleópatra sensível (até demais) que vê as coisas ao redor e age, com a presença marcante de seu uma rainha que sabe que o povo e a segurança de seu Estado depende de seus atos. Ela não é fria, calculista, má, terrível, assassina, nem nada do que comumente todos sabem sobre ela.

A sensação que fiquei é que de certa forma Cleópatra um pouco que passou pela vida enquanto ela acontecia, sem ter feito, nada calculadíssimo para se tornar uma lenda. Enfim, ela teve a "sorte" de conquistar César e tê-lo como benfeitor, mesmo que em algumas passagens, a gente tenha certeza que César não só a amou, mas a usou em muitas ocasiões.

Eu sei que Cleópatra é um assunto batido, mas adquiri e realmente gostei de ler pelo contexto histórico do livro! Saber sobre o dia-a-dia, por mais ficcional que seja, enfim... Recomendo!

Beijos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

Bella disse... [Responder Comentário]

Achei muito interessante a história, fiquei com muita vontade de ler!


Beijão e boa segunda!

izabellaniquito.blogspot.com

Sybylla disse... [Responder Comentário]

Eu adoro essa trilogia. É uma leitura gostosa e fluída, ela não é truncada. Sem contar que mostra a vida da grande rainha o mais próximo do original, sem a propaganda negativa do Império Romano.

Ótima dica. =D