sábado, 1 de janeiro de 2011

Vampiro Rei vol. 1 e 2 de André Vianco

Primeiro post de 2011!!!

E hoje vou falar de dois livros que peguei emprestado com minha amiga Rapha, há mais ou menos um ano eu peguei o livro Bento com ela emprestado e me apaixonei pela narrativa e pela história e depois de algum tempo ela comprou os volumes 1 e 2 de Vampiro Rei, continuação de Bento...


Para se ambientar leia primeiro O resuminho de Bento aqui

O volume 1 recomeça com a história após os 4 milagres liberados por Bento Lucas, agora os humanos lutam bravamente contra os vampiros, explorando os covis de vampiros e destruindo os, resgatando humanos deles.
Paralelamente Lúcio, um mulo (humano a serviço de vampiros) carrega o caixão de Cantarzo (o vampiro rei) para o norte, para uma bruxa poder acordar seu mestre e este poder assumir o posto de vampiro rei!
Lucas faz crescer a chama da esperança dos homens se livrarem dos vampiros, com ajuda de TUPÃ (o trunfo do final do primeiro livro - um satélite que leva luz do sol a qualquer canto do Brasil), retomando parte da Velha São Paulo. E com a contribuição de que todo o ser humano que acorda, agora, é um Bento.
O volume 1 acaba com Lúcio conseguindo chegar à Bruxa.

A narrativa da história continua cheia de testosterona e rapidez, mas senti falta das motos, de algumas personagens que parecem simplesmente se perderem e também de profundidade, embora seja uma continunação e finalização de história eu senti falta de profundidade das personagens.


O volume dois é uma guerra sem fim, Cantarzo acorda e com a orientação da velha bruxa começa a reunir 30 bentos para que os vampiros fossem abençoados com 4 milagres...

Chega a ser agoniante o número de confrontos entre humanos e vampiros, muitas personagens morrem, e devo confessar que corri para ver os dois últimos capítulos para saber quem sobrevivia...
Bom as três principais lutas desse volume é a luta no Covil de Diamantina onde setecentos mil vampiros foram derrotados por número bem menor (menos de cem mil) humanos, uma batalha árdua onde Lucas é ferido de morte e muitas outras personagens perecem.
Depois a luta em Ubatuba, onde Bentos japoneses, Pretorianos (vampiros fortificados com sangue de Bentos pela bruxa), Cantarzo e Bentos brasileiros lutam até a morte (de mais algumas várias personagens!
E a última luta onde o autor faz participação de Sacis e Boitatá na história em defesa da bruxa Tereza.

Eu sei que conto muito mal as histórias, mas apesar de ter me decepcionado um pouco com os dois volumes, recomendo e muito a trilogia!!!
A versão dos fatos de Vianco é bem brasileira e muitissimo interessante!!!!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

Celly Borges disse... [Responder Comentário]

Bento foi um dos meus livros favoritos lidos em 2009, ainda não li as continuações, mas um dia vai rsrs

^.^

deiare disse... [Responder Comentário]

eu estou com os livros para ler...vamos ver se nesse ano eu consiga lê-los.
Bjos!!!

Alfer Medeiros disse... [Responder Comentário]

Depois de ler esses dois livros, decidi ficar um tempo sem ler André Vianco. Me decepcionei consideravelmente.

deiare disse... [Responder Comentário]

Parceira, tem selinhos no blog pra ti.
http://sentimentonoslivros.blogspot.com/2011/01/selinhos-eba.html
Bjos!!!